Marcadores

segunda-feira, outubro 31, 2011

Destruição


Ignorem a verdade, o óbvio, a forma. Distorçam os fatos. Que joguem no lixo a riqueza que um humano pode produzir. Retirem, com essa forma cruel os olhos daquele que desenha. Que retire o seu ser, sua alma, sua forma. Que o mate lentamente como o tem mantido por séculos... Mas aquele que sente, chora, e finge, nunca se esquece daquele que lhe cortou o dom de transformar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário