Marcadores

sábado, outubro 01, 2011

Olhar

Olhando para o céu
Olhando para as estrelas.
É noite de verão.
Me afogo na brisa límpida, clara,
translúcida água.
Me enxugo de aura bonita,
coisa de criança fingida,
De balão que sobe ao infinito,
até no ponto máximo estourar.
Mas continuo
Olhando para o céu
Olhando para mim,
Como nunca tinha me amado antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário