Marcadores

sexta-feira, agosto 06, 2010

Criança e música


Essas mãos tão miúdas,
Mal seguram um violão,
Viola de cordas desafinadas,
Nas mãozinhas surge uma canção.
Tocadas à frente de seus heróis,
Revela a mais bela canção existente,
Onde se toca de cifras originais,
Cifras que não se guardam a mente,
Sons feitos propositalmente
Talvez não exista em seu mundo,
São sons feito sob encomenda,
Para aquela criança que sente tudo.

Artistas diários


Nunca esqueça dos artistas,
Nem daqueles que agora anjos,
Vivem em outro lugar,
Faça reviverem seus atos,
Aqueles mais marcados,
Que um artista pode deixar.
Certeza absoluta eu tenho,
Que entendeu tudo errado,
Nós somos os artistas,
Cantores poetas, matemáticos.
Mães, pais, crianças,
Temos como um grande objetivo
Um roteiro para elaborar,
Recheado de esperança,
Que alguém pode deixar.

Crescer, pensar, desaprender


Não quero crescer,
Todos crescem, viram adultos,
Vivem de contas e números,
Isso é viver?

São analizados por sua roupa de marca,
Ou talvez pela casa e o dinheiro.
O dinheiro... Prefiro borboletas
Azuis e pequenas!

Estou a procura do Pequeno Príncipe
Mas antes vou me encontrar com Saint-Exupéry,
Pra alugar seu avião e visitar o garotinho,
E ver o Baobá, aquela árvore grande...

Ele deixou uma rosa em casa nesses dias,
Aquela rosa ciumenta, mas ele não vai larga-la, não
As pessoas grandes não sabem o significado de seus espinhos,
Rosas não são violentas.

Se por acaso se encontrar com ele por aí,
Me procure antes que eu cresça muito,
Crescer eu não quero não,
Mas se eu crescer,
Pelo menos vou aprender do jeito certo como viver.




quarta-feira, agosto 04, 2010

conselho

O que está por trás dessa máscara,
Esse riso torto, esses olhos brilhantes não me enganam...
Me fale a verdade, sem riso nem pranto,
Sem teatro, nem frases prontas .
Não quer falar?
Tudo bem, estou aqui,
Talvez nesse momento meu lado sentimental está sendo revelado,
Mas não se engane de meus comportamentos,
Temos que aprender, não é mesmo?
Quer chorar, tudo bem...
Somos humanos,
Bem, pelo menos por enquanto,
Então ficaremos em silêncio,
Mas não posso, infelizmente, ficar assim,
Temos defeitos, e o meu é esse.
Mas vou esperar que você fique bem,
Ontem mesmo eu estava mal,
Amanhã um riso seu vai aparecer,
E meu mundo vai voltar a clarear,
Como sempre aconteceu.