Marcadores

terça-feira, julho 27, 2010


Sou controlador do tempo
Sei do seu passado de seu presente
Do futuro
Me agrade quando estiver alegre
Sorria, somente sorria
Agradeça aos meus ponteiros,
Principalmente o menor,
Ele sabe muito bem qual o tempo de sua espera,
Reconheço sua perda,
Esse tempo que não volta...
Meus segundos estão fugindo,
De um em um,
Os minutos vão em grupos
E as horas,
Bem, as horas, reunem todos
Para fugir de mim,
Da mesma forma que o sol foge da lua,
E daquela pilha mandona,
Mas eu dependo dela,
Com o tempo elas acostumam
Novato é assim mesmo,
O tempo vai passando...
Aprenda somente a dar valor
Sou amigo
E seu pior inimigo
De ponteiros desencontrados,
O poderoso chefão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário