Marcadores

segunda-feira, julho 12, 2010

Espetáculo da vida



Uma amiga um dia me disse que sua vida parece um filme de drama. Achei seu comentário bem interessante. Drama. Porém não existe somente drama, existe comédia, terror, suspense entre outros genêros. E esses gêneros são baseados na realidade, não? Então concluindo, a nossa vida, como segundo Charlie Chaplin é um teatro! Caraca, descobri tudo isso sozinha! Mas voltando no assunto anterior, é importante colocar em evidência que nós somos o diretor de nosso espetáculo. Não somos um mero personagem que apareceu somente uma vez para dizer uma mera palavra insignificante. Fazemos o texto inteiro, quer dizer, o roteiro inteiro: definimos quem é o personagem principal, o secundário, o antagonista. Fazemos as ações do personagem principal nesse espetáculo, até ter ir ao fim . E contanto o gênero, você vai viver todos eles queira ou não queira. Aquela pessoa assustadora que você viu na noite anterior rondando a rua, aquela é de terror. Ou aquele cachorro que você amava além da conta envelheceu e partiu para um lugar melhor, bem, isso é de drama. Aquele mico que você pagou no mês retrasado quando teve que se vestir de mulher (ou de homem) é bem da cara da comédia. Por isso não esquente que gênero irá usar para sua vida, o tipo você não escolhe, aparecerá automaticamente quando você menos espera. Só aprenda a fazer as escolhas certas, lembre-se que não são todos os espetáculos que acabam com final feliz e tome cuidado com os vilões, eles não gostam que ninguém se dê bem. Só você pode decidir o caminho certo a tomar, porque a peça não depende de mais ninguém além de você.

"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos."
Charlie Chaplin


Nenhum comentário:

Postar um comentário